Niterói: Travessa Ari Pinto Lima 45 – Fonseca | São Gonçalo: Rua Salvatori 489 – Centro.
(21) 96458-3177
residencialcuidebem@yahoo.com.br

Diabetes em Idosos

Cuide Bem para Idosos

Diabetes em Idosos

Diabetes em Idosos

Entenda como o diabetes pode afetar os idosos

O Diabetes, causado pela baixa produção ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose, pode ser classificado em dois tipos predominantes: 1 e 2.

E no Brasil, o índice de pessoas com a enfermidade é bem alto. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, há mais de 13 milhões de pacientes, o que representa 6,9% da população nacional.

Tipos de Diabetes

  • O tipo 1, mais comum entre crianças e jovens adultos, advém da falta de produção de insulina pelas células do pâncreas. O seu tratamento é feito com insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas.
  • Já o tipo 2, que mais acomete idosos, ocorre pela resistência aos efeitos da insulina ou falta de produção de insulina suficiente. O seu controle é feito, dependendo do caso, com atividade física e planejamento alimentar.
  • O diabetes gestacional pode ocorrer em qualquer mulher durante a gestação devido ao aumento do nível de glicose no sangue;
  • O pré-diabetes acontece quando o pâncreas passa a produzir insulina em excesso na tentativa de controlar os níveis de açúcar.

Os sintomas mais comuns provocados pela diabetes são:

  • Urinar demais (poliúria);
  • Sede excessiva (polidpsia);
  • Aumento do apetite;
  • Alterações visuais;
  • Impotência sexual;
  • Infecções fúngicas na pele e nas unhas;
  • Feridas, especialmente nos membros inferiores, que demoram a cicatrizar;
  • Neuropatias diabéticas provocadas pelo comprometimento das terminações nervosas;
  • Distúrbios cardíacos e renais.
  • Muitas pessoas são diabéticas e demoram a descobrir que possuem a doença, o que pode contribuir para um agravamento da doença. Caso ela não seja tratada pode causar graves danos à saúde do paciente, como infarto do coração, derrame cerebral, insuficiência renal, entre outras complicações.

O exame de sangue é o mais recomendado para identificar e dar início ao tratamento. O diabetes não tem cura, mas o paciente pode levar uma vida normal se seguir as recomendações médicas, fazer exercícios físicos, reduzir o consumo de açúcar e carboidratos, além de ter uma alimentação saudável e balanceada, que ajuda a reduzir os riscos à saúde.

Complicações causadas pelo Diabetes

O aumento das taxas de insulina pode afetar de diferentes formas a população, como o coração, as artérias, os olhos, rins e os nervos. E dependendo do caso, pode, inclusive, gerar a necessidade de amputação de alguns membros, e até mesmo levar à morte.

Fatores de risco

  • Para o desenvolvimento do diabetes, há alguns fatores de risco que devem ser observados, e entre eles, os principais são:
  • Pressão alta;
  • Colesterol alto ou alterações na taxa de triglicérides;
  • Sobrepeso;
  • Familiares próximos com diabetes;
  • Doenças renais crônicas;
  • Uso de medicamentos da classe dos glicocorticoides.

Como o diabetes pode afetar os idosos na prática

O diabetes pode afetar os idosos praticamente da mesma forma que age em uma pessoa mais jovem. Entretanto, no caso das complicações cardíacas e vasculares, deve haver uma atenção ainda maior.

Isso porque o avanço da idade por si só já gera maior risco nesses fatores. Além disso, ainda pode causar perdas funcionais (dificuldade de locomoção, por exemplo), problemas cognitivos, depressão, quedas e fraturas, incontinência urinária e dores crônicas.

É essencial que o idoso faça um acompanhamento com diferentes especialistas, a fim de garantir a sua saúde da melhor forma.

Fontes:

https://sbgg.org.br/entenda-como-o-diabetes-pode-afetar-os-idosos/
https://www.laboratoriobehring.com.br/noticias/dia-internacional-do-diabetico-

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Converse no WhastApp!